Do Amazonas a São Januário: eis o Filho do Vento

Foto: Gilson Neto/Acervo pessoal

Amazonense, 15 anos e pérola da base Cruzmaltina. Este é Gilson Neto, jogador da categoria de base do Clube de Regatas Vasco da Gama. O jovem morador de São Cristóvão, bairro do Rio de Janeiro, veio para a cidade em 2015 e já tem uma bela história em sua curta carreira.

Antes de vir para os campos cariocas, Gilson jogou no Batista Canaã e no Seleção Amazonense onde teve sua conquista mais importante: “Foi o Campeonato Amazonense, pois foi meu primeiro título e na minha cidade.” A Taça Brasil de Futsal também está na estante do jogador.

Neto é lateral-direito e também atua como volante. Um observador técnico do Vasco, em uma peneira na cidade de Manaus, viu potencial no garoto e, no ano passado, trouxe-o para fazer parte da equipe do Gigante da Colina.

A joia, que já teve passagem pelo Fluminense em 2015, voltou esse ano à cidade do Rio para começar a defender o manto vascaíno na categoria sub-15. Paralelamente aos treinos e jogos, a vida estudantil também continuou em São Januário.

Foto: Divulgação/Vasco

Após treinar pela manhã e almoçar, o menino continua na sede para estudar no Colégio Vasco da Gama, na parte da tarde. A instituição de ensino fundada em 8 de março de 2004, foi criada para auxiliar Gilson Neto e outros jogadores a conciliar a rotina de treinamentos e estudos.

Atletas do basquete, atletismo, natação, remo, voleibol e futsal do clube de regatas também estudam na escola. Assim como, o atacante Alan Kardec e o meia Phillipe Coutinho, revelados na base do Vasco.

Gilson tem os pais como maiores motivadores em sua carreira. Porém, como todo jogador aspirante, tem admiradores de dentro do campo que o influenciam. Marrony, meio-campo do time juniores do Cruzmaltino e, outra promessa do clube, é um deles. “Ele saiu da base, assim como eu estou à procura do meu sonho de subir para o profissional.

O garoto, apelidado de Filho do Vento por sua velocidade dentro das quatros linhas, tem Daniel Alves como espelho na lateral-direta, mesma posição em que ele joga. No entanto, seu grande ídolo no futebol é Ronaldinho Gaúcho, ex-Barcelona. Clube, inclusive, em que o jovem amazonense sonha em atuar.

A simpatia juvenil dos 15 anos, talento e ainda com muita bola para jogar. Que os ventos do norte que o trouxeram para navegar pelo Clube de Regatas Vasco Gama, lapide essa joia e o faço brilhar! Eis o Filho do Vento!

Foto: Gilson Neto/Acervo pessoal