Champions League, o início de um novo ciclo

Por: Vittoria Catarina

A partir desta terça-feira (18) poderemos conferir o início da nova temporada da Liga dos Campeões, a competição mais esperada pelos amantes de futebol. Para essa edição, uma rodada de novos talentos e de possíveis novos vencedores. Há alguns anos os times espanhóis tem dominado a competição, uma sequência de cinco anos que o título para ali, algo quase inacreditável para um continente que engloba Alemanha, França, Inglaterra, Itália e Portugal.

E por que esperar algo diferente das últimas edições? Alguns dos times desses países citados tem efetuado grandes transferências e se fortalecido para finalmente poderem gritar “campeões”. Nomes como Cristiano Ronaldo e Messi já não possuem a mesma unanimidade que antes, o último nem selecionado entre os três melhores do mundo foi. CR7, apesar de estar entre os finalistas, abre margem para que Modric se consagre.

Além disso, o Real Madrid, campeão das últimas três edições que deixaram pelo caminho Liverpool, Juventus e o Atlético de Madrid, se mostra frágil de um grande craque após a saída de Cristiano Ronaldo para a Juve. O Barcelona, detentor do triplete na temporada 2014/2015, também sofreu baixas no último ano – entre elas, Neymar –, ainda que tenha contratado bem.

E de que forma os demais times tem se fortalecido? Comecemos pelos times ingleses. O Liverpool tem se apresentado de uma forma consistente como não visto há anos, o trio de ataque Firmino, Mané e Salah encantaram o mundo na última edição. O Manchester City não fica atrás, Gabriel Jesus, Aguero e Sané são sucesso diante da sua torcida. Além disso, Guardiola cobra uma apresentação melhor do time nessa edição e afirma “se ganha dentro de campo”.

A Juventus já vinha sendo bem competitiva nas últimas edições, agora com a chegada e desencanto quando se trata de gols do Cristiano Ronaldo, a tendência é que a equipe italiana seja uma das mais temidas pelos adversários. Além disso, a equipe do Roma surpreendeu na última edição chegando as semifinais e ganhando o apoio de grande parte dos apaixonados por futebol.

Como se não bastasse, a equipe do Paris Saint-Germain não correspondeu as expectativas da última temporada após a lesão de Neymar. Ainda assim, vem cheia de moral para essa edição da Liga dos Campeões. Não é para menos, o clube conta com o brilhantismo dos Camisas 10 da Seleção Brasileira e da Francesa, como é o Mbappé. Além deles, Cavani e Dí Maria seguem com o ataque quase imparável.

Ainda que seja o clichê de toda temporada, como não esperar que essa seja uma das melhores da história? Esperamos que reserve boas emoções, surpresas e quem sabe a mudança de local da taça? Grandes estrelas em campo, grandes clubes da história da competição, mas, acima de tudo, grandes apaixonados por futebol.

Foto: Divulgação/Futebol Latino