Para onde vai Paquetá?

Lucas Paquetá é uma das joias da base do Flamengo, e pode seguir o destino de seus antigos companheiros, também crias da base do carioca, Felipe Vizeu e Vinicius Jr., que atualmente atuam pela Udinese (Itália) e Real Madrid (Espanha), respectivamente.

O meia-atacante, que por muito tempo foi o xodó da nação, atualmente não tem apresentando o seu melhor em campo, o que vem desagradando muito a torcida. Na última sexta (14), em uma coletiva no Ninho do Urubu, o zagueiro e capitão do time, Réver, saiu em defesa do jovem e explicou a situação: “A queda de rendimento que vocês falam pode ser pelo grande número de partidas. Ele já fez quase 50 jogos no ano e chega um momento que o corpo precisa respirar. É um desgaste absurdo”.

Assim como Réver também falou, Paquetá chegou ao ápice da carreira ainda jovem, e isso é o sonho de todo atleta, além de atuar pela Seleção Brasileira e ser um sonho por clubes europeus. “Tem muita gente fazendo o necessário para que ele não se perca. Agora, é trabalhar para que não se perca. É bem assessorado”, completou o defensor. Da mesma forma que Paquetá vive um sonho, ele também é o sonho. O sonho de muitos clubes europeus.

Segundo publicações do jornal esportivo espanhol, Diário AS, os três grandes europeus interessados são Milan (Itália), Paris Saint-Germain (França) e Barcelona (Espanha). Enquanto alguns afirmam que o time francês já possui um pré-contrato com o atleta, a imprensa espanhola afirma que o Barcelona estaria à frente para as possíveis negociações.

Com ótimos números em suas atuações e amado pela torcida, Lucas Paquetá passa a ganha maior valorização após a convocação para os amistosos da Seleção Brasileira, que aconteceram nesse mês de setembro contra as seleções do Estados Unidos e do El Salvador. A multa rescisória do atleta é de 50 milhões de euros, R$ 240 milhões, e é quase certo que o carioca rubro negro não consiga segura-lo para a temporada de 2019.

Foto: Gilvan de Souza/CRF