Operário Ferroviário Esporte Clube: um exemplo para o futebol nacional

Neste domingo (26) foram definidos os primeiros times que estarão na Série B do Campeonato Brasileiro 2019. Entre eles, existe um que está no meu coração desde criança, que eu entrava em campo, convivia e que, inclusive, é um dos motivos de me fazer amar tanto esse esporte: o Operário de Ponta Grossa.

Depois de perder o jogo de ida por 1 a 0, reverteu a vantagem em cima do tradicional Santa Cruz-PE por 3 a 0 em sua casa, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. O Fantasma – como é chamado pela sua torcida – vem voando no cenário nacional e nos empolgando, já que até dois anos atrás não disputava nenhuma divisão nacional, estão inclusive o intitulando de “A nova Chape”.

O tão sonhado acesso à Série B animou a diretoria do Operário-PR, que já planeja se movimentar para a próxima temporada. Com algumas reformas em mente, o Fantasma almeja, inclusive, aumentar a capacidade do seu estádio para, assim, comportar melhor seus sócios-torcedores. Começaram também a planejar o elenco para 2019, que irá disputar a primeira divisão do Paranaense.

O Operário impressionou a todos pela dedicação, força de vontade e garra durante a disputa da Série C. Lembrando que da mesma forma ele subiu da Série D o ano passado, e por isso a comparação com a Chapecoense.

Todo esse arranque do Operário nos últimos anos tem a mão de um grande homem com um grande diferencial: o técnico Gerson Gusmão, que soma 2 anos e 4 meses à frente da equipe, com números que chamam a atenção. São 81 jogos, 55 vitórias, 16 empates e apenas 10 derrotas. Será ele que colocará o fim dessa cultura de troca de técnicos? É uma lição a ser tirada com certeza!

Operário dá uma lição ao futebol brasileiro não vista há muito tempo: o futebol arte, o futebol de amor à camisa, o futebol de raça, de trabalho em equipe e superação. Um orgulho que não cabe dentro de mim, de cada torcedor ponta-grossense, que carrega dentro de si as cores preta e branca. Obrigada Fantasma, por nos ensinar que não é só futebol, que o futebol ainda respira. Por nos ensinar que se queremos algo podemos conseguir, com muito esforço e dedicação. Juntos seremos mais fortes e alcançaremos feitos inacreditáveis.

Um pouco de história

O Operário Ferroviário Esporte Clube foi fundado no dia 1 de maio de 1912, na cidade de Ponta Grossa – PR é o segundo mais antigo do estado. O clube surgiu de um grupo de operários ferroviários que trabalhavam nos escritórios e oficinas da Rede Viação Paraná – Santa Catarina, em Vila Oficinas. A sua data de fundação no dia 1 de maio, foi proposital no dia do Trabalhador. No dia 7 de abril de 1913, o jornal Diário dos Campos trouxe a seguinte matéria em sua primeira página: “Temos a honra de levar ao vosso conhecimento que hoje, em Vila Oficinas, com grande número de pessoas propensas a fundação de uma sociedade esportiva de foot ball, em sessão ordinária foi eleita a primeira diretoria desta associação denominada de Foot Ball Clube Operário Pontagrossense, que deverá reger os destinos do mesmo durante o primeiro ano de sua fundação”.

Foto: José Tramontin/Operário Ferroviário