House of Vasco – Episódio 3

Estamos de volta com mais um episódio de House of Vasco, a série que faz com que os torcedores passem raiva, se estressem, surtem na internet, mas que em dia de jogo estão no estádio apoiando e cantando feito loucos apaixonados. Vamos fazer um resumão para depois destrinchar os assuntos: Presidente que ao ser eleito desdenhou dos “vascaínos digitais” toma atitude baseada na opinião desses mesmo vascaínos; mais um técnico é demitido e o clube está há um ponto da zona de rebaixamento; três eliminações no ano e nenhuma música sendo pedida no fantástico; jogadores se lesionando cada vez mais e estreia dos reforços na partida contra o Palmeiras.

Bom, que Jorginho não era um nome confiável para estar à frente do Vasco da Gama, isso já era alertado por esta autora no último episódio, mas como sempre, precisamos deixar o profissional colocar em prática sua metodologia de trabalho. Por mais que Jorginho tenha comandado o time por apenas 10 jogos, a situação ficou insustentável, visto que as alterações do técnico durante as partidas não surgiam efeito positivo no time, gerando derrotas a partir destes erros, única vez que a alteração gerou resultado positivo foi quando o ex-zagueiro Paulão deu um conselho para Jorginho. Será que achamos a real função de Paulão no futebol brasileiro?

Agora volta a peregrinação do clube para achar um técnico a altura e que agrade a torcida que está sendo bastante ouvida pelo atual presidente, Alexandre Campello, que cancelou uma contratação dada praticamente certa com o zagueiro Marcão do Portuguesa, por causa da insatisfação da torcida, o jogador já estava fazendo exames no clube quando foi cancelada a contratação. Alívio para a torcida vascaína, mas bola fora no profissionalismo do clube!

O questionamento é: qual treinador será o mais qualificado para assumir o Vasco após três eliminações no ano e a um ponto da zona de rebaixamento? Os nomes mais especulados pelos torcedores são Abel Braga, Jair Ventura, Roger Machado e Luxemburgo. A diretoria está correndo atrás de Abel, mas este já alertou que não trabalha mais neste ano e acabou com o sonho dos torcedores vascaínos. Entretanto, os gestores do Vasco da Gama precisam procurar um nome que tenha a audácia de pegar um elenco totalmente fragilizado na questão física, levando em consideração os altos números de lesões no ano, um elenco fraco tecnicamente porém unido, enfim, alguém que chegue e “arrume a casa”.

Enquanto o novo técnico não é revelado, mais uma vez Valdir Bigode assume interinamente o time e em seus primeiros treinos coloca os jogadores para treinarem finalizações de forma repetitiva, visto que um dos maiores problemas do elenco é a falta de precisão na finalização. Valdir conhece o Vasco e se dedica ao clube há muito tempo, não seria agora o momento de lhe dar uma chance de mostrar seu trabalho? Fica o questionamento para a torcida.

Contudo, nem só de notícias ruins vive o torcedor vascaíno, apesar da maioria ser ruim, o Vasco conta com três reforços que os deixam um tanto quanto esperançosos, os atacantes Maxi Lopes e Vinicius Araújo, e o zagueiro Leandro Castan. Os três jogadores experientes e com bons números, entraram no último jogo contra o Palmeiras, mas ainda é cedo para fazermos uma análise rebuscada sobre os mesmos, só sabemos que esperamos melhores resultados no time cruzmaltino. Bom, os desdobramentos de House of Vasco é uma incógnita, mas uma certeza que podemos ter é que o torcedor vascaíno não terá paz nesse ano de 2018. Vejo vocês em breve, até o próximo episódio.

Foto: Jorge R/BP Filmes