Escalar jogador contra o seu time: você consegue?

Milhares de brasileiros hoje jogam o Cartola FC, um jogo baseado na realidade dos jogadores dentro de campo, mas até que ponto isso afeta o relacionamento com o seu clube na tabela? O jogo tem como base as trinta e oito rodadas do Campeonato Brasileiro e quem somar mais pontos nas ligas ao final, vence. Todos são técnicos quando estão falando dos seus times do coração, não é verdade? Então para muitos essa não é a principal missão do jogo ou a mais dura.

A tarefa árdua é escalar jogador que joga contra o seu time. Você consegue? Consegue não ser clubista a ponto de colocar um atacante que poderá marcar gol contra o seu próprio time só para somar mais oito pontos ao final da rodada? Ou aquele lateral que pode dar assistência e lhe ajudar na pontuação, mas também prejudicar seu time? É uma questão difícil para muitos jogadores.

Vários são fissurados nesse game. Fazem apostas mirabolantes para o jogo ter mais emoção, há até quem comemora vitória do rival para ficar em primeiro lugar no ranking. Como um jogo pode mexer tanto assim com a cabeça de um torcedor? Claro que temos também o “torcedor raiz”, que perde os pontos, mas não comemora vitória do time rival.

Óbvio que existem os clubistas – risos –, que o time pode estar até em má fase, mas a paixão de torcedor fala mais alto e você acaba colocando o goleiro, zagueiro, lateral, volante e atacante na hora da escalação. Quem nunca? Faz parte.

Querendo ou não, esse jogo é uma mistura de emoções, é você colocar jogador e tirar faltando cinco minutos e, na rodada, ele marcar dois gols. No final da semana sempre tem aquela frase “eu não jogo mais”, mas dois dias depois já está montando a base do time. É muito louco mesmo. E você? Consegue fazer isso tudo sem prejudicar seu relacionamento ou paixão pelo clube? Se sim, meus parabéns!

Foto: Divulgação/Cartola FC