Copa Sub-20 de futebol feminino: Brasil é eliminado, mas o jogo continua

Por: Ana Luisa Oliveira

A fase de grupos da Copa Sub-20 de futebol feminino se encerra, e já conhecemos todas as equipes que avançarão para as quartas de final do torneio. Mesmo não conseguindo acompanhar os jogos ao vivo, as partidas deste fim de semana definiram aqueles que ficaram no topo – e na base – das tabelas de cada grupo. No A, França e Holanda, com 7 e 6 pontos respectivamente, estão garantidas. O confronto que definiu o primeiro e o segundo colocados foi entre ambas, onde o atual campeão mundial masculino derrotou a laranja mecânica por 4 a 0.

O grupo do Brasil, B, também tinha Inglaterra, Coreia do Norte e México na disputa. O jogo entre Brasil e Coréia, no dia dos pais, definiu o segundo lugar da tabela. Em território francês, as brasileiras lutaram até o fim, mas um gol nos acréscimos deu a vaga às coreanas, que vem de um país extremamente restrito, e ainda assim mostraram que a paixão pelo futebol não é só masculina. Sum In abriu o placar ao final do primeiro tempo, e pouco depois Geyse empatou. Kum OK foi certeira, e apesar dos esforços da amarelinha, a partida se encerrou sem mais gols. Com a vitória por 2 a 1, o time asiático garantiu o segundo lugar, com a Inglaterra em primeiro. Apesar da derrota, a geração brasileira é considerada bastante talentosa. Assim como em 2014, caiu na fase de grupos, e em 2016 conseguiu vaga nas quartas de final.

No grupo C, Espanha e Japão se garantiram, com um Japão que, mesmo na segunda colocação, goleou o Paraguai por 6 a 0, e uma Espanha mais tranquila, empatando com os Estados Unidos. Por fim, Alemanha e Nigéria fecharam os 8 países que avançaram para as quartas. Os germânicos garantiram a vitória suada contra o Haiti, enquanto os nigerianos mantiveram um empate seco contra a China. Os confrontos seguintes ainda não foram definidos, mas é possível ficar de olho naquilo que está acontecendo na Copa. Os placares, estatísticas e notícias são fornecidos pelo site FIFA.COM.

Foto: Divulgação/CBF