Qual a sensação de torcer para o Fortaleza?

“Se não tiver sufoco não é Fortaleza”, como torcedora posso afirmar que esta frase descreve o time. Ontem (12), o FEC enfrentou o Guarani no Brinco de Ouro, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Assistindo a partida, percebi o quanto os corações dos torcedores do Leão aguentam pressão.

O jogo foi teste para cardíaco, o tricolor sofreu dois gols no primeiro tempo, Bruno Mendes e Rafael Longuine marcaram para o Bugre, mas o Leão foi em busca da vitória. No segundo tempo, Felipe fez o primeiro gol do Fortaleza, trazendo esperança para a torcida tricolor. Vale ressaltar que o Fortaleza perdia até os 40 minutos do segundo tempo.

Se lançando ao ataque, o time conseguiu alcançar o objetivo, Gustagol garantiu o empate, Marcinho matou o jogo aos 47′. Sim, 47 minutos, isso mesmo torcedor tricolor, eu sei que você lembra! Caso alguns leitores não saibam, no dia 03/05/2015 o Fortaleza conseguiu um feito histórico enfrentando o rival Ceará na Arena Castelão, o jogador Cassiano empatou aos 47′ da segunda etapa, garantindo o título do Campeonato Cearense para a nação tricolor.

Diante desses fatos acima, é possível perceber que ser torcedor do Leão não é fácil, sofremos diante de vários jogos, principalmente com a nossa espera de 8 anos para conseguir o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. Vamos espantar os fantasmas do passado e focar no presente, afinal o FEC atualmente faz uma boa campanha e é líder da Série B. Mesmo com o coração remendado por todas as emoções que o Leão já me fez passar, sigo firme com esse sentimento de amor ao futebol que o Fortaleza Esporte Clube me proporciona. Bora Leão, rumo ao acesso!

Foto: Evilázio Bezerra/O Povo