Diego Alves veio para ser ídolo?

Diego Alves chegou ao time do Flamengo em um momento delicado no clube quando o assunto era goleiros. Muralha, antes da sua mudança para o futebol japonês, era questionado em todas as partidas. Ainda me recordo das cobranças de pênalti na final da última edição da Copa do Brasil. A internet foi a loucura com o goleiro pulando cinco vezes para o mesmo lado em todas as cobranças.

César, goleiro da base Rubro-Negra, teve a difícil missão de substituir Alex Muralha naquela fase não muito boa. E ele entrou bem, deu conta do recado em algumas partidas, inclusive pegando pênalti em partida decisiva da Sul-Americana. Só que o Flamengo precisava de um goleiro com experiência e com postura de capitão no time.

Eis que chega Diego Alves que tomou conta da camisa número 1 do Mais Querido e foi logo conquistando a torcida. Não custou muito para o goleiro voltar a sua melhor forma e se adaptar 100%, mas claro que todo começo é difícil. Diego foi criticado pela imprensa por estar chegando atrasado nas bolas e ter levado muitos gols em poucas partidas no seu início no Fla. Mas quem disse que isso desanimou a torcida? Pelo contrário, a torcida do Flamengo sempre apoiava.

Hoje, Diego Alves está em grande fase. Pegando muitas bolas, fazendo defesas difíceis, segurando pênalti e, claro, sendo o líder que todos queriam. O dono da camisa 1 do time carioca, é o típico veterano que dá bronca quando zagueiro erra, se dedica nos treinos e em seus vídeos dentro do vestiário sempre se impõe. Todos do elenco o respeitam. Que Diego continue com este espírito vencedor. É o que toda Nação espera. Vida longa no Flamengo!

Foto: Clever Felix/Agência O Dia