Desfecho dos sonhos para garotos presos em caverna na Tailândia

Por: Elizandra Rasquinha

A Copa do Mundo 2018 será o desfecho dos sonhos para a história cinematográfica e dramática dos meninos presos e resgatados em uma caverna da Tailândia. Em um vídeo com imagens dos meninos, integrantes de um time de futebol chamado Moo Pa (ou Wild Boars – Javalis Selvagens), que entraram na caverna para se proteger da chuva após um treino, é possível ver que um deles está usando uma camisa da seleção inglesa e outro com a do Real Madrid. Seleções da Suécia e Japão também prestaram solidariedade ao grupo que comove o mundo.

A Copa do Mundo de 2018 foi muito além do que só futebol dentro de campo. Ela se mostrou a Copa da solidariedade e da união. Tivemos demonstrações de união entre seleções. A última delas, foi esse enorme gesto de solidariedade do presidente da Fifa com os garotos presos na caverna na Tailândia. E essa Copa será um desfecho dos sonhos para a história cinematográfica e dramática desses garotos, que entraram nessa caverna para se proteger da chuva após um treino, e é possível ver que um deles está usando uma camisa da seleção inglesa e outro a do Real Madrid.

Após comover o mundo, os garotos já receberam diversas palavras de incentivo, por estarem encarando bravamente a situação. O presidente da Fifa, Gianni Infantino, convidou os garotos para a final da Copa do Mundo, esperando que eles sejam resgatados antes de 15 de julho, o dia da grande decisão em Moscou. O presidente esta bastante confiante que a equipe de resgate conseguirá resgatar todos com vida de dentro da caverna, onde estão há duas semanas.

“Se, como todos desejarem, eles se reunirem com suas famílias nos próximos dias e sua saúde permitir que eles viajem, a Fifa ficará encantada em convidá-los para assistir à final da Copa do Mundo de 2018”, escreveu Infantino em uma carta ao presidente da federação tailandesa de futebol.

O grupo de jovens, entre 11 e 16 anos, está preso desde 23 de junho em uma caverna com seu treinador de 25 anos. Quatro dos meninos ainda estão lá dentro, embora tenham sido encontrados por mergulhadores britânicos especializados, que estão lhes ensinando a mergulhar.

As crianças vestem camisas vermelhas da equipe que representam e aos poucos recuperam forças depois de terem resistido por vários dias sem comida, esperando calmamente serem resgatadas pelos especialistas. Muitos fãs apontaram nas redes sociais que as crianças merecem o troféu da Copa do Mundo pela forma como estão resistindo a essa experiência.