Quem merece ganhar?

Por: Bárbara Jardim

A Copa do Mundo das zebras. Assim está sendo chamado o mundial sediado pela Rússia. Gigantes como Portugal, Espanha e Alemanha, caíram antes mesmo das quartas de final. Seleções respeitadas como Itália e Holanda, nem chegaram a marcar presença na competição.

A justificativa para tudo isso? A Zebra. O termo utilizado por muitos comentaristas para apontar que o time favorito saiu derrotado. Mas quem seria o “time favorito”? Algum brasileiro preferiria ver uma vitória alemã sobre a Coreia? Para quem sofreu com o 7 a 1, quatro anos atrás, certamente a Alemanha nunca mais será favorita.

A verdade é que ninguém chega a uma Copa do Mundo despreparado. Em campo vemos duas equipes formadas por comissão e jogadores que treinaram, se dedicaram e abriram mão de muita coisa para estarem ali. Se para muitos o mata-mata é injusto e nem sempre permite que a melhor equipe seja classificada, por não estar em seu melhor dia, então naquele dia, ela não foi a melhor.

Naquele dia, o adversário mereceu ganhar. Uma partida não envolve só futebol. Maturidade, entrosamento, e um forte psicológico são alguns dos requisitos para que o time consiga um bom desempenho. Se falta um desses pontos à equipe que costumeiramente joga melhor, então talvez ela não esteja de fato, pronta para a vitória.

Ao torcedor que lê esta crítica, deixo um questionamento. Em uma final do mundial de clubes. Seu time contra o Real Madrid. Quem é o favorito para você? Quem merece ganhar? Algum dos resultados seria Zebra? Voltando à Copa do Mundo, estamos cada vez mais próximos da final e a seleção que for campeã. Certamente terá feito por merecer estar lá. Não existe zebra no futebol.

Foto: FIFA/Getty Images